O Avesso do Pecado

O principal pecado de muitos é a sua falta de generosidade. Passam a vida perguntando-se o que é pecado e o que não é, em vez de tratar de averiguar qual é a vontade de Deus e realizá-la.

Ver a vida como uma corrida de obstáculos para contornar o pecado e assim salvar a alma, é uma visão completamente falsa. Se alguém te perguntasse, por exemplo, se te divertiste em um passeio, tu não lhe responderias: “Sim, foi ótimo; consegui não ser atropelado nenhuma vez”. E, no entanto, vives como se a vida cristã consistisse toda ela em evitar o enorme ônibus vermelho do pecado, que te espreita atrás da esquina, pronto para te atropelar ao menor descuido. É preciso tomar precauções, evidentemente, e olhar para os dois lados antes de atravessar uma rua, e o mesmo se deve fazer na vida, quando é preciso tomar uma decisão de certa importância. Mas é absurdo considerar a vida cristã como só isso. O fundamental, para um cristão, é fazer o que Deus quer que se faça. Se age assim – ainda que, naturalmente, algumas vezes possa enganar-se -, irá diretamente para o céu, sem que ninguém possa evitá-lo. É mais fácil desviar um ciclone do seu curso do que impedir um cristão desses de ir para o céu.

Esse é o lado positivo: fazer a vontade de Deus. O pecado é apenas o avesso da trama, o lodo do caminho. É o que acontece quando nos negamos a cumprir o que Deus quer por estarmos “fartos”, por egoísmo ou por outra razão qualquer, e entronizamos outra coisa no lugar dEle, para que sirva de roteiro e motivo das nossas ações.

KNOX, Ronald. Deus e Eu. Quadrante, São Paulo, 1987, p-78/79.

Anúncios

2 respostas em “O Avesso do Pecado

  1. Pode explicar melhor em seu artigo o seu pensamento sobre o que escreveu “FAZER A VONTADE DE DEUS”.
    O seu artigo é ótimo e peço autorização para repassar aos amigos. Porém,não ficou exclarecido a sua posição na frase acima em destaque.
    abraços a todos. Aguardo sua explanação.

  2. Trata-se de um trecho do Livro de Ronald Knox. Não sei o que ele entende por fazer a vontade de Deus, mas em minha modesta opinião é cumprir nossa vocação pessoal para a santidade. Amar a Deus, buscá-lo na oração, amar ao próximo, fazer apostolado, ser outro Cristo no mundo, buscar aproximar os outros de Deus.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s