Estudo sobre o Sofrimento (II)

Muitos líderes religiosos fraudulentos e charlatões usam o sofrimento do povo para construir seus impérios financeiros. Outros pela ignorância teológica dão explicações erradas sobre o sofrimento.

Respostas sem exegese bíblica que vão desde um ‘Deus catastrófico’ ao pensamento deísta.

Os lideres religiosos, em vez de fornecer respostas satisfatórias sobre esse assunto, muitas vezes aumentam ainda mais a confusão. Vamos concentrar-nos agora em apenas três das suas respostas mais comuns.

Primeiro: muitos líderes religiosos ensinam que Deus provoca catástrofes para punir pessoas más.

Por exemplo, nos Estados Unidos, depois de a cidade de Nova Orleans, Louisiana, ter sido devastada pelo furacão Katrina, alguns ministros religiosos afirmaram que Deus havia castigado a cidade. Eles se referiram à prevalecente corrupção, jogatina e imoralidade como motivos para isso. Alguns até mesmo citaram a Bíblia como prova disso, lembrando ocasiões em que Deus destruiu os maus por meio de dilúvio ou fogo. Essas afirmações, porém não refletem o que a Bíblia ensina. (Gálatas 6,7-9).

Segundo: alguns clérigos afirmam que Deus tem suas razões para fazer com que calamidades sobrevenham à humanidade, mas que essas razões estão além da nossa compreensão. Muitas pessoas ficam insatisfeitas com essa explicação. Elas se perguntam: “Será que um Deus amoroso faria tais maldades, recusando-se depois a explicar seus motivos aos que anseiam receber consolo e clamam: ‘Por quê’?” Essa é uma boa pergunta, pois a Bíblia diz que “Deus é amor”. (1 João 4,8).

Terceiro: outros líderes religiosos talvez concluam que, afinal, Deus não é nem todo poderoso nem amoroso. Essa idéia também levanta perguntas sérias. Será que Aquele que ‘criou todas as coisas’ – incluindo o magnífico e insondável Universo – é incapaz de evitar o sofrimento neste planeta, a Terra?

(Apocalipse 4,11). Como é possível que Aquele que nos deu a capacidade de amar, e cuja Palavra, a Sagrada Escritura, o descreve como sendo a própria personificação do amor sem limite, seja indiferente ao sofrimento das pessoas? (Gênesis 1,27; 2,1-3; Isaías 49,15; João 3,16).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s